Anatomia de um traído vingativo

dostoievski.gif

Fiodor Dostoiévski é considerado o grande nome do romance mundial. Seus livros transpiram angústia e conseguem chegar ao profundo da alma humana. Quem sabe uma vida de desgostos, como a epilepsia, a prisão, as dívidas, não tenham papel fundamental na formação de uma obra tão perturbada. “O eterno marido”, escrito em 1870, encaixa-se na galeria de livros inquietantes do mestre russo.

Páviel Pávlovitch é o eterno marido em questão. Viúvo, pai de uma menina , reencontra após dez anos Vieltchâninov, o ex-amante de sua mulher. Inicialmente, Páviel limita-se a seguir Vieltchâninov pelas ruas da cidade, até que o último se dá conta da perseguição e fica irrequieto. Os dois acabam por travar relações, e passam a se freqüentar de uma maneira quase sadomasoquista. Páviel desconfia da paternidade da filha; Vieltchâninov descobre nela o fruto de seu relacionamento com a mulher de Páviel. O que se segue é uma pequena série de intrigas aparentemente inocentes que surge entre os homens. Páviel é inferior física e socialmente a seu algoz. Mas ambos falham em suas virtudes morais, já que um cede aos instintos carnais, enquanto o outro não resiste aos impulsos vingativos.

A situação chega ao máximo na casa dos Záklebinin. Nessa casa desenvolve-se um perverso jogo de atração e repulsão em relação à filha do casal. Ali fica demonstrada toda a diferença existente entre os dois, e que quase chega ao assassinato no momento clímax do livro.

“O eterno marido” é cheio de grandes tensões: um beijo furtivo entre os adversários, a morte negligente da menina, o quase crime passional. A tudo isso, Dostoiévski emenda um final cruel, terrivelmente delicioso em suas observações, e que de certa forma dá um aspecto circular à obra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s